Decoração – Luxo sem sofisticação

Tudo relacionado ao design, decoração, moda e acessórios, vem adotando o conceito de luxo sem sofisticação. Um luxo simples combinando um estilo minimalista à matérias brutas e naturais.

Fizemos uma seleção de imagens para você se inspirar e adotar esse estilo na decoração da casa e escritório:

01accd4a990b41bba4c781ef037703e6 1b7298eade2a77f99fbfe222a2214abe 1c26a0ae114403551da861c6a1a8f8f7 8b92dcaa223396efbfb6aed65c1e4491 246bf61d5bc5352e6b2349c620a0a276 14cfd8b2c77451fa60b66468fd16a893 0889f9f1e88690870527ce8f2b955586 86c95e0f3c0dcd3c5dd493bfce7d81d5 ab13d4e9b35840e94b14995fb453c144 aa2ef6824878c4c702ad256cd9566f57

Imagem: reprodução pinterest

Anúncios

Muitos em um

Uma das maiores tendências da temporada para acessórios é usar muitos….MUITOS MESMO!….anéis juntos ao mesmo tempo. Não existe nenhuma regra, podem ser todos em uma mão, nas duas, dourado, prateado, de vários estilos diferentes… Sem regras da pra se divertir muito mais e soltar a criatividade.

bb

Nós apostamos nessa tendência e criamos um modelo diferente com vários anéis em um só!

bianca

Imagem: reprodução pinterest

 

Gostaram?

Só deu ele

No Golden Globes Awards desse ano, que aconteceu no dia 12, o batom rosa desbancou a unanimidade do vermelho e deixou os looks lindos e um pouco diferentes do habitual.

As atrizes Emma Watson, Cate Blanchett, Sofia Vergara, Jessica Chastain e Sandra Bullock foram algumas das que entraram na onda.

batomrosa1

batom rosa

cate-blanchett-golden-globes-2014-3-537x402

Os tons de rosa, em geral, eram mais fechados.

A dica para quem vai adotar o batom rosa é não exagerar no make do olho. Cuidado com o delineador para não ficar muito anos 1940, meio datado. Essa boca não precisa de ajuda nenhuma.

Lembrando que não é nenhuma coincidência essa maciça aderência ao rosa, seja ele mais claro ou mais puxado para o roxo, ele e todas suas variações são as cores de 2014. Para provar essa tendência basta tirar o foco da maquiagem e olhar para as escolhas de vestidos no Golden Globes.

golden globes bianca bertoni

 

Imagem: reprodução

 

Jóia Bruta

Atitude de sobra e personalidade forte… Assim é a tendência das pedras brutas.

Ja a algum tempo o “natural e rústico” é uma das tendências mais fortes, seja para decoração, design ou moda.

Para os acessórios e as jóias, a beleza esta no estado natural e bruto dos minerais e das pedras. É preciso um olhar fora do comum para gostar do que não é obvio e nem clássico. São peças estilosas para mulheres de personalidade.

bianca bertoni
bbb

bianca bertoni

Imagem: Bianca Bertoni

Jóias em forma de triângulo e pirâmide

Os universos da moda e da cultura pop sempre foram apaixonados por simbolismo, misticismo e mitologia.
Nessa onda “mística” alguns símbolos da maçonaria e símbolos egípcios também entraram na onda. O principal provavelmente é a pirâmide, e consequentemente os triângulos.
Os triângulos, são símbolos esotéricos e foram muito usados pelos hippies na década de 1970. Eles podem ter diversos significados, dependendo de sua posição e tamanho.
Além de estarem presente sem diversas peças de roupa no momento, o triângulo e a pirâmide também estão nos acessórios, como colares e brincos.

11111111111111
 Nós apostamos nessa tendência… 

biancab
biancab

biancab
Imagem: reprodução Pinterest

Top 10: Destinos para suas Férias

O mês de janeiro inspira férias, não concordam? Mesmo que não seja possível tirar um tempo de descanso a mente logo se joga na deliciosa tarefa de planejar viagens.

Se você está planejando a sua próxima viagem vale dar uma conferida na lista de 10 destinos imperdíveis eleitos pela Casa Vogue e descobrir novas culturas, novos sabores e claro fugir da rotina:

1. Os contrastes de Tóquio

top_10_destinos_imperdiveis_01

Tóquio é um endereço civilizado, limpo e silencioso. Características inacreditáveis, se lembrarmos que a capital japonesa abriga mais de 13 milhões de habitantes. Outra incoerência é que, ainda que o cenário urbano seja caótico e diversificado, a cidade consiga manter a aura tradicional. Destruída por um grande terremoto em 1923 e, posteriormente, na Segunda Guerra Mundial, a metrópole revela um interessante mix de arquiteturas moderna e contemporânea. O skyline, em constante transformação, conta com obras de Tadao Ando e de outros mestres da arquitetura.

2. Roteiro do vinho em Mendoza

top_10_destinos_imperdiveis_02

O imponente Monte Aconcágua, com seus 6.962 metros acima do nível do mar, é o primeiro contato que se tem com a província de Mendoza. Situada no centro-oeste da Argentina, ao pé da Cordilheira dos Andes – o cinturão de montanhas mais alto das Américas –, a cidade é plana e arborizada. Mendoza é pacata, apesar da população de um milhão de habitantes. Come-se muito bem na região, como é comum em cidades onde a cultura do vinho predomina. Eis a terra da Malbec, a uva símbolo do país. Mendoza é a mais importante região vitivinícola da América do Sul, responsável por cerca de 70% de todo o vinhedo argentino.

3. O recato e a agitação de Marrakech

top_10_destinos_imperdiveis_03

Localizada aos pés da cordilheira do Alto Atlas, Marrakech é dividida entre a Medina, parte fortificada, e Ville Nouvelle, o bairro moderno. O fascinante Jardim Majorelle, idealizado pelo pintor francês Jacques Majorelle, em 1924, é um oásis no Guéliz, um lugar de forças místicas e muitos encantos. Além deste rico jardim, a cidade apresenta aos turistas a Djemaa El Fna, uma das maiores praças do Marrocos, símbolo da excentricidade e do entretenimento local. Outro ponto vibrante é o grande mercado, o Souk. Por ali pulsam as cores vibrantes, os perfumes intensos, e os sabores excêntricos.

4. A moda de ser belga

top_10_destinos_imperdiveis_04

O universo fashion tem dado nova vida à Bruxelas, especialmente nas zonas entre as ruas e avenidas Saint-Géry e Dansaert ou entre Flagey e Ixelles. Por ali emergem diversos talentos do mundo da moda, como a.KNACKFUSS, Calogero di Natale, Filles a Papa, Krijst e Marc Philippe Coudeyre. Não muito longe, outra cidade também ganha notoriedade graças a jovens modistas talentosos. A Antuérpia, na região de Flandres, ficou famosa devido aos “Seis da Antuérpia” – Ann Demeulemeester, Dries van Noten, Dirk van Saene, Dirk Bikkembergs, Walter van Beirendonck e Marina Yee. A cidade esbanja também um belo porto e o flamejante negócio de diamantes.

5. Rio de Janeiro a seco

top_10_destinos_imperdiveis_05

O Rio nem sempre corre para o mar. E, mais do que nunca, o circuito offshore da cidade anda com a maré alta para amantes das artes, design, moda e gastronomia. O roteiro carioca além praia começa na zona portuária, onde os novos artistas fincaram suas bandeiras. Galerias e ateliês ocuparam antigas construções para expor e vender ideias. No âmbito musical, há duas boas dicas. As rodas de samba da rua do Ouvidor, onde se canta das 16h30 à meia-noite, e o burburinho do Circo Voador, na Lapa, que transborda música brasileira do samba à MPB. Outra boa dica é perseguir a rota gastronômica da cidade.

6. Viena respira decoração

top_10_destinos_imperdiveis_06

A riqueza cultural de Viena não é novidade para ninguém. É ela que costuma atrair mais de 5 milhões de visitantes por ano. Os nomes que surgem na mente ao pensar nesse endereço são para lá de retumbantes: Strauss, Sissi, Klimt, Freud. Mas o que talvez passe batido para muitos é que a cidade é também uma grande enciclopédia viva do design. Viena é um dos melhores lugares da Europa para se comprar antiguidades. Por lá é possível achar não só clássicos locais, mas também preciosidades escandinavas e americanas, a preços não tão exorbitantes. Para se aculturar, o MAK, Museu Austríaco de Artes Aplicadas, é uma parada obrigatória.

7. O ponto mais alto da Europa

top_10_destinos_imperdiveis_07

O ponto mais alto dos Alpes suíços é chamado Jungfraujoch. Toda a Europa encontra-se abaixo desse endereço, que fica a 3.571 m de altitude. Bem ali, no cume do Velho Continente, há uma estação de trem que completou 100 anos em 2012. A construção abriga um centro de pesquisas e um belvedere espacial, o Observatório Sphinx. Ela se equilibra sobre um penhasco íngreme, numa montanha que foi modificada para receber um elevador que leva os visitantes até o observatório. O lugar atrai milhares de turistas que desfrutam de um terraço com vista de 360 graus para o abismo.

8. Os prazeres rústicos de Lyon

top_10_destinos_imperdiveis_08

Bem localizada, Lyon situa-se entre os rios Ródano e Saône. Tal condição geográfica garantiu que a cidade se tornasse um dos principais centros financeiros da Europa já no fim da Idade Média, atraindo banqueiros e artesãos de todos os tipos. Desde então, sua população vem aprimorando duas atividades principais: a tecelagem e a gastronomia. É dali e da região da qual a cidade é capital – Rhônes Alps – que saem a maioria dos chefs franceses de renome mundial. Com uma história que remonta ao Império Romano, Lyon reúne diversas ruínas distribuídas por sua colina histórica, da época em que ela era a capital da Gália.

9. A riqueza e a simplicidade de Omã

top_10_destinos_imperdiveis_09

Apenas três grandes edifícios saltam à vista na paisagem de Mascate, a capital de Omã: a Royal Opera House, a Grande Mesquita e o palácio do sultão. Ademais, presenciam-se casas baixas, rigorosamente brancas, cercadas pelas montanhas de Hajjar, cujos picos pairam a 3 mil m de altura. Um dos tesouros da região é a aldeia de Al Hamra, do século 16, com casas de pedra e barro ao lado de um oásis cortado por canais. Nizwa, a antiga capital religiosa, é composta por vilarejos circundados por palmeiras e pelos wadi, rios que permanecem secos 11 meses ao ano e dão o ar da graça na rara época das chuvas, no inverno.

10. O design e a cultura de Gotemburgo

top_10_destinos_imperdiveis_10

Após a Segunda Guerra Mundial, o design escandinavo passou a ser considerado um dos melhores do mundo porque aliava a alta competência dos artesãos às ideias corajosas de designers e arquitetos. Até hoje, os objetos do período continuam tão funcionais como naquela época. Gotemburgo, com seus bairros coloridos junto ao rio Göta Älv, reúne fascinantes museus de arte, moda e design, como o Röhsska, uma espécie de meca do bom gosto. Haga, é o bairro boêmio, onde todo o tempo é dedicado a troca de ideias, projetos e considerações. Em Gotemburgo há espaço para a criatividade em todas as suas formas.

E aí? Qual destino você curtiu mais?

Fonte: Casa Vogue 

Imagens: reprodução